Sunday 24 September 2017
  • :
  • :

ESLOVÁQUIA – 1 dia em Bratislava

ESLOVÁQUIA – 1 dia em Bratislava

ESLOVÁQUIA – 1 dia em Bratislava

Depois de passar 2 dias em Budapeste, a segunda parada da nossa viagem pro leste europeu foi Bratislava, na Eslováquia. Quando começamos a nossa pesquisa, estávamos olhando no mapa a distância entre Budapeste e Viena e percebemos que, no meio, estava um país menor chamado Eslováquia, cuja capital é Bratislava. Quando a antiga Checoeslováquia passou pelo Divórcio de Veludo em 1993, a República Tcheca e a Eslováquia que estavam unidas desde 1918 se separaram. Não podíamos deixar essa cidade e esse país fora do roteiro e visitar apenas Praga.



Saímos de Budapeste de manhã, de ônibus na rodoviária da cidade. Já tínhamos comprado o ticket pela internet, mas foi muito difícil achar o ponto pra pegar o ônibus, porque alguns saem da rua de trás da rodoviária e lá ninguém quer dar informação de empresa concorrente, tudo está escrito apenas em húngaro… Enfim, nossa dica é chegar com antecedência pra não perder o busão.

Se como nós, você pegar o ônibus da Student Agency, procure pela saída Planetarium na estação de metrô, subindo a escada, ande para e esquerda e atravesse a rua. Eles cobraram 200 florims por mala no ônibus, mas achamos tudo muito bom, apesar do preço baixo da passagem (9€). Uma atendente oferecia chá e café (gratuitos), havia telas individuais com filmes, música e jogos. Depois de toda a confusão desfeita, entramos no ônibus e em 3 horas de viagem chegamos em Bratislava.

No ônibus para Bratislava

No ônibus para Bratislava

A Eslováquia faz parte da União Europeia, então nesse esquema de ônibus você não passa por imigração. Eles usam euro, o que facilita.


Lembre-se que para para lá você deve adquirir um seguro viagem. Compare os preços dos melhores seguros clicando no banner abaixo. A Real Seguros é nossa parceira e comprando por esse link você ajuda o blog a continuar na ativa (sem pagar nada a mais por isso!).

Seguro viagem geral 728x90


Como a cidade é pequena e não tínhamos muito tempo pra toda a viagem, deixamos apenas um dia pra Brastislava. A verdade é que foi bem corrido. Dá pra ver o básico em um dia, mas acho que o ideal é separar 2 dias pra cidade. Chegamos lá meio dia, pegamos um hotel que fica a 3 quadras da rodoviária para facilitar e já fomos deixar as malas.

Ficamos no Apollo Hotel Bratislava, bem chique pro nosso nível normal – e barato também: cada quarto duplo saiu por 43 euros! O café da manhã deles é delicioso e farto, num salão no mínimo interessante, repleto de taxidermia. Um tanto bizarro comer com aves gigantes empalhadas segurando uma presa pelo bico! Você pode reservar o hotel nesse link

Ou se preferir veja outras opções do Booking.com! Você não paga nada a mais e nós ganhamos uma comissão e assim você ajuda o blog Estrangeira a continuar em ação! 🙂 


Booking.com


Saímos pra bater perna e não perder tempo. Com um mapa na mão é fácil encontrar os principais pontos da cidade e quase tudo está concentrado na Cidade Velha. No próprio balcão do hotel você pode pegar esse mapa oficial da cidade.

Primeiro fomos andando até a Igreja de Santa Elizabeth, que é famosa pela sua diferente cor azul (ela também é chamada simplesmente de igreja azul). A ideia é que em um dia de céu azul ela tenha a mesma cor do céu. Quando chegamos lá, estava pra começar um casamento! A noiva estava do lado de fora esperando e tudo o mais. A igreja fica na Rua Bezrucova.

Noivos esperando para entrar na Igreja de Santa Elizabeth e dizer sim!

Noivos esperando para entrar na Igreja de Santa Elizabeth e dizer sim!

 

A Igreja Santa Elizabeth

A Igreja Santa Elizabeth

Depois de tirar algumas fotos seguimos em direção ao Rio Danúbio, que também corta a Bratislava. Aproveitamos e almoçamos por ali, na Promenade à beira do rio, num restaurante que fica bem onde saem os barcos que fazem o passeio pelo Danúbio. A comida era deliciosa, bem farta e o preço super barato. Aliás, a Brastislava é uma cidade muito barata no que diz respeito à hotel e alimentação (claro, tirando o centrão turístico onde todos enfiam a faca).

A truta com amêndoas deliciosa do nosso almoço

A truta com amêndoas deliciosa do nosso almoço

 

Depois de almoçar, caminhamos até a Praça Hviezdoslav. Nela fica o Teatro Nacional, fundado em 1920,  além de outros prédios bonitos. Há um calçadão cheio de restaurantes, barraquinha de souvenirs e tinha um palco para apresentações quando fomos. Um ótimo lugar para caminhar ou sentar para relaxar caso você esteja cansado.

 

Teatro Nacional da Eslováquia

Teatro Nacional da Eslováquia

No nosso caso sentamos pra pensar nas nossas opções. Já era 16h30 e ainda tinha muita coisa pra ver e como fizemos essa viagem com a mãe e tia da Fabia, que já são mais idosas, não dava pra puxar mais o ritmo da caminhada. Optamos por fazer uma coisa que não fazemos quando estamos sozinhas: pegar um desses tour turísticos que dão uma volta pela cidade, passando pelos pontos principais.  

Pegamos o trajeto completo, de €20 pra cada uma. Nesse valor, estavam inclusos dois trajetos: até o Castelo de Bratislava e depois, pela cidade velha. Cada trajeto custava 10 Euros. O trem turístico do centro não para em nenhum ponto para descer, então é um giro para sacar a cidade mesmo. Mas se você for passar apenas um dia na cidade como nós, é uma boa opção para ver tudo. Você pode ganhar tempo e já comprar aqui seu ingresso!

A estrangeira Fabia com a mãe e a tia

A estrangeira Fabia com a mãe e a tia na praça Hviezdoslav

No caminho pro Castelo de Bratislava a gente passou por diversos monumentos, igrejas, as muralhas medievais… E no trenzinho tem aquele serviço que você coloca um fone e eles contam a história da cidade em várias línguas (inclusive em português).

O trem turístico de Brastislava

O trem turístico de Brastislava

Chegamos no Castelo, que fica no alto do morro. De lá dá pra ter uma vista bem bonita da cidade. O problema é que, com esse passeio, a gente só podia ficar 15 minutos lá no castelo ou perderíamos a volta! Não deu pra entrar, só ficamos por fora mesmo. Mal deu para ver os jardins ao redor.

A nossa dica é você ir lá no castelo por conta própria, se tiver tempo, pra poder apreciar melhor e entrar no museu. É possível chegar lá caminhando mesmo ou tomando ônibus ou o TRAM. A foto de capa do post lá em cima é o Castelo. Ele é um castelo simples, mas a vista de lá é lindona.

Vista do Castelo de Bratislava

Vista do Castelo de Bratislava

Descemos do trem na mesma praça que subimos, e corremos para a principal praça de Bratislava, que se chama Hlavne namestie agora pra pregar o segundo trajeto do bonde. Esse andou pelas ruas apertadinhas da cidade velha e foi bem legal. Passamos dentro das muralhas, ouvimos no fone anedotas sobre a época medieval e curiosidades sobre a história recente da Eslováquia.

Ao fim do passeio o trem voltou para a Praça. Nela fica o Old Town Hall que abriga o Museum of City History. Suba na Torre para uma bela vista da Praça e da cidade velha. É possível caminhar ao redor da torre com vistas para diferentes lados. Lá embaixo da Praça fica a Roland’s fountain.

 

 

 

 

 

Old Town Hall

Old Town Hall

 

Roland's Fountain na Hlavne namestie

Roland’s Fountain na Hlavne namestie

 

Essas marcações na rua indicam o caminho Real por onde o Rei passava a caminho da coroação

Essas marcações na rua indicam o caminho Real por onde o Rei passava a caminho da coroação

O Michael’s Gate é o portão mais antigo de Bratislava ainda de pé. É uma das principais entradas para a Cidade Velha. Ele fica na Rua Michalska. Junto ao Portão fica a Michael’s Tower. Eles foram construídos no século 13. Na Torre fica o museu das Armas que tem um deck observatório com belas vistas.

Nesta área está o Marco Zero da cidade, que marca as distâncias da cidade para outras cidades do país. Logo ao lado do Portão há uma pequena rua, a Baštova street, que é a mais estreita da cidade. Por ela é possível caminhar até o Castelo de Bratislava. Entre nessa rua embaixo de onde você lê Vinarem Pod Bastou.

A rua mais estreita da cidade

A rua mais estreita da cidade

 

Michael's Gate

Michael’s Gate

 

Passamos também pela St Martin’s Catedral. Ela é a maior e uma das mais antigas em Bratislava. Foi nela que a rainha Maria Theresa foi coroada.  Aconteceram 19 coroaçõees de reis nessa igreja entre 1563 and 1830. É possível visitar as criptas subterrâneas. As ruas no entorno sa6o bem bonitinhas e vale uma caminhada ao redor da catedral.

 

St Martin's Cathedral

St Martin’s Cathedral

Outro ponto turístico por onde o trem passa é o Palácio Presidencial ou Grassalkovich Palace, onde mora o presidente da Eslováquia. Nos fundos do Palácio fica um jardim, que é o principal parque de Bratislava e que pode ser visitado livremente.

Grassalkovich Palace ou Palácio Presidencial

Grassalkovich Palace ou Palácio Presidencial

 

Saindo do bonde pudemos andar pelas ruas ao redor que tínhamos visto no passeio. Foi muito legal, essa parte da cidade é bem charmosa. Muitos cafes e bares pelas ruas cheios de gente bebendo e curtindo a vida.

Bratislava tem um atrativo turístico bem charmoso: as esculturas “interativas”. No centro da cidade tem diversas estátuas de metal, mas elas estão sempre em posições engraçadas! O pessoal faz fila pra tirar foto, fica inventando pose, é bem divertido.

 

Gabi admirando a paisagem

Gabi admirando a paisagem

 

Vez da Fabia fazer gracinha

Vez da Fabia fazer gracinha

 

E essa que é a escultura mais popular, chamada Cumil

E essa que é a escultura mais popular, chamada Cumil

 

Nos perdemos nas ruelas – coisa que amamos fazer pra conhecer bem as cidades – e tomamos um sorvete delicioso por €2 em uma das sorveterias que tem perto da Františkánske Nám – tem várias, pode escolher! Depois decidimos que era hora de comer um petisco e sentamos no restaurante Rolandos, que fica na Praça Principal. 

A tia e mãe da Fabia tomaram cerveja eslovaca – e aprovaram – e nós tivemos que tomar um redbull com uísque porque não tava fácil pra ninguém, rs. Pedimos uma tábua de queijos e frios pra beliscar. Lá ficamos amigas de uma galera da Áustria que estava ali pra comemorar a despedida de solteiro de um deles. Aliás, vimos várias despedidas de solteiro(a) na cidade. Deu a impressão que é a cidade onde a galera vai para enfiar o pé na jaca.

Outro ponto turístico é o UFO! Apelidado com esse nome porque realmente parece um disco voador, o UFO é um restaurante com deck de Observação que fica na ponte MOST SNP. É possível acessar por elevadores que custam 6 Euros, mas se você comer no restaurante esse valor é deduzido. Nós não subimos, mas as fotos que vimos durante a pesquisa indicam que a vista é bem bonita de lá.

Panorâmica do Danúbio visto do Castelo de Bratislava

Panorâmica do Danúbio visto do Castelo de Bratislava. Tá vendo o UFO ali na ponte?

Bratislava é um destino muito procurado por pessoas que vivem nos países vizinhos, como Áustria, Alemanha, Hungria e República Tcheca. Muitas vezes a galera faz um bate e volta – e essa também pode ser uma opção pra você que estiver viajando por algum desses países.

Pegamos um táxi de volta pro hotel porque já era tarde e no dia seguinte precisávamos acordar cedo pra pegar o ônibus pra Viena, na Áustria. Acompanhe o resto da nossa viagem pro Leste Europeu e se inspire pra ir também!  😀


 Os outros posts dessa viagem para o Leste Europeu:

Praga
Viena
Budapeste
Gastos da viagem para o leste europeu

Mais uma da Praça Hviezdoslav

Mais uma da Praça Hviezdoslav


Salve a imagem abaixo no Pinterest e aproveite para ver nossos Painéis de Viagem!

bratislava-eslovaquia-roteiro-1-dia-estrangeira-pinterest


box-planeje-viagem-teste-2

Clique aqui para fazer o seu seguro viagem com a Real Seguros

Clique aqui para reservar seu hotel ou hostel no Booking.com


Siga as estrangeiras! Compartilhe!
Facebook
Instagram
YouTube
Pinterest
Google+
RSS
Follow by Email
TWITTER


Fabia Fuzeti, 40, jornalista, fotógrafa e produtora de vídeos. Caiu na estrada pela primeira vez em 1996 e desde então não parou. Viaja sempre com uma câmera e é apaixonada por imagens.


Gostou? Siga as Estrangeiras nas redes sociais!