Sunday 24 September 2017
  • :
  • :

HOLANDA – O que fazer em AMSTERDAM

HOLANDA – O que fazer em AMSTERDAM

Em agosto de 2015 passamos 4 dias em Amsterdam, a capital da Holanda. Foi um passeio muito gostoso, nós adoramos e vamos contar tudo pra vocês!

Antes de mais nada, temos que dar o crédito pro blog maravilhoso Ducs Amsterdam, do brasileiro Daniel que já mora em Amsterdam há um tempão e tem as dicas mais incríveis. Antes de ir, fizemos toda a pesquisa lá. Se você ainda não caiu no blog dele, vá lá (mas depois de terminar de ler o nosso post, né? :P).

Como eu disse, fomos em agosto, pleno verão, sol, curtição… Só que não! Hahaha! Mesmo no verão faz frio em Amsterdam, porém de uma maneira agradável. As temperaturas variavam de 13 a 21, mas sempre com bastante vento. Prepare um casaquinho. Também achamos Amsterdam uma cidade cara, quando comparada com cidades da Espanha ou Portugal. Os preços são bem parecidos com os de Paris, por exemplo.

Esse é o símbolo de Amsterdam onde a galera toda faz foto. No verão estava assim lotado e a galera aprovietando para se refrescar no lago.

Esse é o símbolo de Amsterdam onde a galera toda faz foto. No verão estava assim lotado e a galera aprovietando para se refrescar no lago.

Lá a língua oficial é o Holandês – uma língua alien que lembra um pouco o alemão mas que pra mim era impossível de entender. Mas calma, não se desespere! Em Amsterdam praticamente todo mundo fala inglês, é impressionante. E muitos comerciantes também arranham espanhol, o que facilita pro turista brasileiro. Como a cidade é muito turística eles estão preparados pra lidar com pessoas do mundo todo, é tranquilo.

Lembre-se que para ir à Holanda você deve adquirir um seguro viagem (o país exige esse seguro pelo Tratado de Schengen). Compare os preços dos melhores seguros clicando no banner abaixo. A Real Seguros é nossa parceira e comprando por esse link você ajuda o blog a continuar na ativa (sem pagar nada a mais por isso!).

Seguro viagem geral 728x90

Muita gente não sabe, mas na história do Brasil nós temos uma relação com a Holanda. Entre 1630 e 1654 uma boa porção do nordeste brasileiro – entre São Luís do Maranhão e Salvador – ficou sob autoridade holandesa. Por isso nessa área ainda existem influências holandesas, principalmente na arquitetura. Em Recife, por exemplo, essas influências são vistas nas calçadas, casas e pontes.

Nos deparamos com vários grafittis lindos em Amsterdam

Nos deparamos com vários grafittis lindos em Amsterdam

Amsterdam é uma cidade muito graciosa. Por não ser muito grande dá pra conhecer quase tudo a pé e em 4 dias conseguimos ver bastante coisa. Os canais são encantadores, todo o povo andando de bicicleta, as casinhas típicas, as coisas deliciosas de comer… Uma viagem imperdível. Não deixe de visitar Amsterdam quando for passear pela Europa!

Em termos de transporte público, a malha de ônibus e tram é boa. Nosso hotel era meio afastado, ficava a 15 minutos do centro de tram, mas era super fácil de acessar.

O charme dos canais em Amsterdam.

O charme dos canais em Amsterdam.

Uma coisa maravilhosa em Amsterdam é o I Amsterdam City Card. É um cartãozinho vermelho que dá acesso gratuito a muuuitos museus, transporte público ilimitado e descontos em diversas atrações e restaurantes. No kit do I Amsterdam City Card vem também uns mapas super úteis. Com esse cartão a gente economizou demais, ele vale super a pena. Fizemos um post completo só sobre isso, falando dos preços, tabelas de descontos, etc, etc, etc. Você pode conferir aqui: I Amsterdam City Card.

I Amsterdam City Card

I Amsterdam City Card

Nesses 4 dias nós fizemos muita coisa, mas pra resumir essa viagem posso dizer que 1. fomos em museus 2. comemos.

Vamos começar pelas comidas né, rs. Quando for pra Amsterdam não deixe de comer/beber:

-As batatas fritas tradicionais com muita maionese – tem por todo o canto no centro turístico, custam por volta de 4 euros. Eles vendem as batatas em cones, você pode escolher vários molhos – mas o tradicional é a maionese mesmo.

Queijos, queijos e mais queijos! As vacas holandesas são famosas pelo seu leite e por isso a produção de queijos e laticínios em geral lá é muito boa. Os queijos Edam e Gouda são de lá.

-O sorvete italiano DELICIOSO da sorveteria Yjscuypje. O endereço é Nieuwmarkt 30. Passamos lá mais de uma vez, rs, mas os nossos favoritos foram o de caramelo com flor de sal e o de cookies. O preço do sorvete lá é super justo, duas bolas super bem servidas saem por quase 3 euros. Essa sorveteria foi mais uma dica do Ducs Amsterdam.

-Uma cerveja no pub Brouwerij ‘t IJ, que fica do lado de um moinho de vento (dá pra ser mais holandês?). A cerveja lá é artesanal da casa, tomei uma Pale Ale que estava muito boa. O endereço é Funenkade, 7.

Torta de maçã – parece uma coisa comum, mas as tortas de maçã são especialidade na Holanda, e são bem caprichadas – com muito recheio. Você encontra em diversos lugares pela cidade. Os pedaços saem por volta de 4 euros.

-Alguma comida do super fast food Febo. É um esquema muito louco: você coloca a moeda na máquina, a portinha abre e você pega a comida! Tipo, comida direto da parede! Com 2 euros você come. Tem uns hamburgueres e uns salgadinhos, comemos algo que era tipo um croquete de carne… Não é lá muito saudável, mas até que não é ruim. Ideal pra matar a famosa larica, rs.

Stroopwaffle <3 <3 <3 – aquele biscoito holandês recheado com caramelo. Eu poderia me casar com um stroopwaffle, sério, é uma das coisas mais gostosas do mundo. Vende em qualquer mercado e tem uns pacotes grandes por 1 ou 2 euros!

O sorvete de caramelo com flor de sal do Yscuypje, em Amsterdam, é delicioso!

O sorvete de caramelo com flor de sal do Yscuypje, em Amsterdam, é delicioso!

As comidas do Febo, direto da parede rs

As comidas do Febo, direto da parede rs

E um exemplar das marivilhosas tortas de maça de Amsterdam

E um exemplar das marivilhosas tortas de maça de Amsterdam

Aliás, falando em mercado, se prepare pra ficar íntimo do Albert Heijn, uma rede de supermercados que domina Amsterdam. É verdade, a gente não viu quase nenhum outro mercado. Tem os menores e os grandões, mas não importa o tamanho – eles estão por toda a parte. Nós apelidamos carinhosamente de “Albertinho” e frequentamos bastante, rs. Eles tem uma linha de comidinhas prontas e econômicas que salva a vida de todo turista com o orçamento apertado. Como nós já estávamos com a grana curta almoçamos todos os dias essas comidinhas do Albertinho. Tinha salada, macarrão, arroz com frango, comidas indianas, tailandesas… A melhor de todas foi a “salada marroquina”. Elas custavam entre 4 e 6 euros.

Sabe o Daniel do blog Ducs Amsterdam? Então, tivemos a honra de encontrar com ele no Café Blue, que fica no topo de um Shopping. A vista de lá é incrível e você não paga pra subir (mas tem que consumir alguma coisa, né?). Fica aí essa dica quente de vista panorâmica de Amsterdam. Endereço: Singel 457 (3° andar do Kalvertoren Winkelcentrum).

Nós encontramos com o Daniel do blog Ducs Amsterdam no Café Blue, que tem uma linda vista da cidade!

Nós encontramos com o Daniel do blog Ducs Amsterdam no Café Blue, que tem uma linda vista da cidade!

Agora, sobre os museus: como estávamos com o I Amsterdam City Card de 72 horas nós aproveitamos muito os museus. Existem mais de 40 museus na cidade e nós visitamos oito. Amsterdam tem museus de arte, de história e até um museu dentro de uma casa-barco, daquelas bem tradicionais dos canais. Nós fizemos um post completo sobre os museus que a gente visitou, detalhando cada um deles, e vocês podem conferir aqui: Os Melhores Museus de Amsterdam.

Museu Van Gogh

Van Gogh Museum – Foto: Jan Kees Steenman

Um passeio bem clássico pra quem visita Amsterdam é o passeio de barco pelos canais. Nós fizemos logo no primeiro dia, foi super gostoso. Também estava incluído no passe, mas se você for pagar por conta vai sair por volta de 15 euros. Dura uma hora e tem aquele áudio-guia explicando curiosidades sobre os canais e sobre os locais onde você passa.

Fabia no passeio de barco pelos canais de Amsterdam!

Fabia no passeio de barco pelos canais de Amsterdam!

Outro passeio absolutamente obrigatório pra quem vai pra Amsterdam é pedalar pelos canais… Isso mesmo, pegar uma bicicleta e dar um rolê super charmoso por Amsterdam. A gente fez isso e ADORAMOS! Quase todos os locais usam a bicicleta como meio de transporte principal e é muito legal entender como esse esquema funciona – e muito bem – em Amsterdam. No total são 881.000 bicicletas em Amsterdam! Nós fizemos um post completo explicando o esquema de alugar bicicleta, você pode conferir aqui: Passeio de Bicicleta em Amsterdam. Aproveite e assista o nosso vídeo andando de Bike em Amsterdam! É só dar play aí embaixo.

Em Amsterdam nós andamos bastante a pé, principalmente pelo centro turístico. Passamos pela praça de Rembrant (Rembrandt Plein), mercado das flores, Singel (uma rua com vários grafites legais), Praça Spui, Central Station, Dam (uma praça enorme bem no centro, passamos lá várias vezes rs) e outros pontos turísticos importantes. Mas o mais legal é ir se perdendo pelas ruazinhas pra conhecer melhor o centro. Não se preocupe, é tudo pequeno e próximo, se você se perder de verdade vai ser fácil se encontrar novamente. Por exemplo, no Red Light District você tem que passar pelos becos. Essa área é a famosa parte da cidade onde durante a noite as garotas de programa ficam ali nas vitrines, sensualizando. A prostituição é uma atividade legalizada e regulamentada na Holanda, e isso acaba sendo mais um atrativo exótico para os turistas. Bom, podemos discutir as implicações sociais disso, e inclusive questões de empoderamento feminino VERSUS exploração do corpo da mulher… Mas podemos deixar isso pra outro espaço 😉

Aqui algumas fotos de pontos turísticos:

Rembrandt Platz, com a estátua em homenagem ao pintor.

Rembrandt Plein, com a estátua em homenagem ao pintor. Ao redor tem vários cafés e restaurantes.

O Red Light District no início da noite

O Red Light District no início da noite

Dam Square é um dos pontos turísticos principais de Amsterdam. Nela ficam o Monumento Nacioanl, um obelisco de 22 metros de altura, o Koninklijk Paleis (Palácio Real), a Niewe Kerk (Igreja Nova) e o Madame Tussauds.

Dam Square é um dos pontos turísticos principais de Amsterdam. Nela ficam o Monumento Nacioanl, um obelisco de 22 metros de altura, o Koninklijk Paleis (Palácio Real), a Niewe Kerk (Igreja Nova) e o Madame Tussauds.

Praça no bairro de Jordaan, hoje repleto de artistas. A sorveteria que mencionamos fica do lado dessa praça.

Praça no bairro de Jordaan, hoje repleto de artistas. A sorveteria que mencionamos fica do lado dessa praça.

Caminhando pela Singel, você se depara com vários prédios grafitados. Esse aqui da foto achamos demais: Hero de Janeiro! :)

Caminhando pela Singel, você se depara com vários prédios grafitados. Esse aqui da foto achamos demais: Hero de Janeiro

O Mercado das Flores vende todo tipo de Flores e também souvenirs.

O Mercado das Flores vende todo tipo de Flores e também souvenirs.

O moinho de vento De Gooyer. Do lado dele fica a cervejaria Brouwerij´t. Super legal fazer esse passeio e tomar uma breja artesanal com vista para o moinho :)

O moinho de vento De Gooyer. Do lado dele fica a cervejaria Brouwerij´t. Super legal fazer esse passeio e tomar uma breja artesanal com vista para o moinho :)

Outra coisa que é legalizada em Amsterdam é a maconha. Fogo na bomba! Rs. A cidade ficou famosa por isso, e todas as lojinhas de souvenirs vendem coisas com estampa de folha de maconha. A maconha é legalizada mas não significa que você vai comprar em qualquer mercado (nem adianta procurar no Albertinho!). Só vende nos Coffee Shops, que são esses bares específicos. Só entram pessoas maiores de idade e pra consumir também só pode lá dentro.

Nós acabamos sem tempo de pegar a balsa pra visitar os outros bairros de Amsterdam. É uma área menos turística, mas se você tiver tempo vá. Dizem que é bonito. Tem cidades ao redor de Amsterdam que também valem a visita.
Saindo de Amsterdam partimos para a Alemanha. Saiba tudo da nossa passagem por Berlin nesse post.

Amsterdam, uma das cidades mais fofas da Europa!

Amsterdam, uma das cidades mais fofas da Europa!

 

Agradecemos à Amsterdam Marketing Press Office por ceder 2 I Amsterdam City Cards para as Estrangeiras e por todo o apoio e material disponibilizado.


box-planeje-viagem-teste-2

Clique aqui para fazer o seu seguro viagem com a Real Seguros

Clique aqui para reservar seu hotel ou hostel no Booking.com

Clique aqui para comprar ingressos de passeios na Europa com a Ticketbar

Clique aqui para pesquisar câmbio com a Melhor Câmbio


Curta Estrangeira no Facebook: http://facebook.com/EstrangeiraViagens

Siga Estrangeira no Instagram: http://instagram.com/estrangeiraviagens

Assine o canal do YouTube do Estrangeira: http://youtube.com/estrangeira

Siga Estrangeira no Snapchat: @estrangeirablog

 

Siga as estrangeiras! Compartilhe!
Facebook
Instagram
YouTube
Pinterest
Google+
RSS
Follow by Email
TWITTER


Gabi Torrezani, 25, é formada em Audiovisual pela USP e ama levar uma vida de estrangeira mundo afora. É ativista LGBT, feminista, completamente apaixonada por Barcelona, Almodóvar, Madonna e claro, pela sua esposa Fabia.


2 thoughts on “HOLANDA – O que fazer em AMSTERDAM

  1. Fabia Fuzeti

    Amsterdam é uma delícia Zete, com muuuita coisa gostosa pra comer! 😀 que bom que gostou do post

  2. zete

    Batata frita, queijo, sorvete, flores, caminhadas, bicicletas e tantas outras opções maravilhosas, acho que vou gostar muito de Amsterdã.

    Bom de mais esse post, pois eu achava, que sabia sobre Amsterdã, mas, vi que por meio desse post, sabia bem pouco. Valeu, meninas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gostou? Siga as Estrangeiras nas redes sociais!

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • Pinterest
  • Google+
  • RSS
  • Follow by Email
  • TWITTER